Nenhum outro vai saber dos sons que se formam e
o porquê de você sorrir com a mesma palavra que
faz o outro chorar. A gente vive pra ser secreta,
transposição e transbordamento, além da risca de
giz no nosso próprio telhado que goteja e inunda o
quarto trancado. E tudo isso vai morrer em segredo.


Une cruel incompréhension...



'

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Tenho notícias.

      Uma é boa, enquanto a outra é ruim.
      Talvez vocês já tenham se dado conta da ruim: é que estou um pouco sumida, postando menos. Mas há todo um contexto onde essa notícia ruim está encaixada. Bom, eu estou começando o meu projeto de livro. Não sei se vai dar certo, mas já tenho a ideia na cabeça e todo o meu senso de criatividade está escapando para essa estória kkk.
      Então, eu queria dizer justamente isso, que pode haver intervalos de tempo em que eu não poste nada de novo no blog. Mesmo assim, não deixarei de postar. Sempre existem aqueles textos que circulam por fora da minha estória principal, e são eles mesmo que ando publicando aqui. Por isso tanta demora. Vocês sabem, né? É por uma boa causa u.u kk.
      Espero que não esqueçam de mim.
      Um beijo,

Mariane/Zalu

18 comentários:

  1. Você pode sumir pelo tempo que for, eu não vou me esquecer dos seus textos. Só não se vá de vez, tudo bem? Suas palavras me leem muito mais do que eu as leio, e isso faz falta.

    ResponderExcluir
  2. Pode sumir que eu ainda vou estar aqui todos os dias lendo e relendo tudo que você já postou até o momento que você puder vir e postar algo novo. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Amo suas frases elas flutuam no caminho dos meus pensamentos.As vezes me encontro perdido ,e sempre me acho refletindo nelas. Sou seu fã ,e em breve eu vou publicar um livro.

    ResponderExcluir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada. Pois é, Paulo, você publicando em breve e eu ainda tentando ser mais rápida que o livro (se deixar, ele sai voando e eu nunca mais acompanho). Boa sorte com a publicação!

      Excluir
  4. Boa sorte nesse projeto, pequena, espero que você escreva seu livro continuamente pra que possa publicá-lo o mais breve possível. Que Deus te ilumine, muitas flores no seu jardim. Se cuide. -23

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. own, meu bem, muito obrigada. Que Deus nos ilumine s2

      Excluir
  5. À cada dia maior e mais monstruosa na literatura.
    Pelos seus textos a gente espera todo e qualquer tempo, mari. Só não pare de escrever nunca.
    Quando publicar o livro, pode nos avisar?
    Se cuide e boa sorte com o livro. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na literatura? Mas como exagera essa Larissa *-* kkk eu aviso sim, acho que ainda vai demorar um tempo até lá, livro é questão de meses, anos até... Mas prometo avisar, viu? E obrigada s2

      Excluir
  6. Aaah que legal! Uma ótima causa mesmo. Estou no meio de um projeto e reconheço as dificuldades em ser autora para várias situações enquanto o tempo nos engole.
    Que as palavras corram soltas e você possa segurá-las. Muita inspiração! Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, vi lá no blog o "Ladrões de mim", adorei esse nome! kk Muita inspiração pra nós, Adelle, pra nós s2

      Excluir
  7. A notícia que eu sempre esperei ouvir, babe. M.S.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu toque de "babe" não me engana, baby. KKKKKK

      Excluir
  8. My little princess, my little princess... Está crescendo, bonequinha de porcelana! Boa sorte, não, boa é pouco, ótima sorte, não, não! Boa, que é pra não transbordar. Mas, whatever, siga em frente, my little princess. Sucesso.
    Son cher.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oui, mon cheri. Levarei nossos contos de fada parisienses para longe.

      Excluir
  9. Que lindo! Toda sorte e inspiração pra você, bb! Você é um sucesso! Seu tumblr era lindo, seu blog, nem se fale! Zalu, Sereia, Mari, Linda! Sucesso ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeelaiá, hoje durmo contente kkk nossa, obrigada, Lary!

      Excluir

Alguma luz
vai escapando
e só eu
sinto.

Quem sou eu

Minha foto
18. Menos artista, mais idosa. O prefácio, o retórico, o histórico, o profético, o pró, o fétido, o esplendor e tudo mais o que cabe no poético.